29 de maio de 2015

[Resenha] Desafio de Ferro, Magisterium #1

Nossa, oi! HAH
Tudo bem, galera?
Não sei quantos anos não apareço aqui que acho que eu devo até me apresentar de novo. 
"Oi, Thaïs, tudo bem? :D"

Eu andei com vontades e mais vontades de fazer uma resenha de um livro, mas sem exatamente saber qual. Ontem, eis que resolvo ler o novo livro da Cassandra Clare com a sua melhor amiga Holy Black, O desafio de ferro (Magisterium #1).
 O Desafio de Ferro - AMIGOS E INIMIGOS. PERIGO E MAGIA. MORTE E VIDA.
A maioria dos garotos faria qualquer coisa para passar no Desafio de Ferro. Callum Hunt não é um deles. Ele quer falhar.
Se for aprovado no Desafio de Ferro e admitido no Magisterium, ele tem certeza de que isso só irá lhe trazer coisas ruins. Assim, ele se esforça ao máximo para fazer o seu pior... mas falha em seu plano de falhar.
Agora, o Magisterium espera por ele, um lugar ao mesmo tempo incrível e sinistro, com laços sombrios que unem o passado de Call e um caminho tortuoso até o seu futuro. 

(Não faço ideia do motivo do quote ficar todo dividinho assim, foi mal galera)

Callum Hunt é um garoto por volta dos seus 12 anos com um pai um tanto paranóico quando se trata de magia. Então, quando Callum recebe um convite (ou algo do gênero) para fazer os testes da escola de magos, seu pai entra em desespero e o convence que o melhor que se pode fazer é falhar. Além de, claro, enfiar muitas teorias da conspiração na cabecinha do pobre menino.

Acho que o parágrafo acima resume bem o começo do livro e não quero falar muito mais que isso porque eu não acerto a dose de spoilers na maioria das vezes.

A primeira coisa que eu pensei depois de um certo tempo de leitura foi: Não era nada disso que eu estava esperando. Não tive experiências com a Holy Black, mas conheço a Cassandra de outros carnavais (lê-se: Instrumentos mortais e afiliados) e confesso que, depois de uns probleminhas com as suas outras histórias, fique um tanto receosa para começar a leitura. Me surpreendi.

Para começar, na minha cabeça era mais um livro distópico pra completar o desfile. Contudo, porém, entretanto, todavia, a história é muito mais chegada a Harry Potter e Percy Jackson do que a Jogos Vorazes, ou qualquer outra franquia do gênero. Claro que quando digo que ela é chegada a Harry Potter, eu realmente quero dizer que há elementos semelhantes, ou melhor dizendo, idéias parecidas de organização e tudo mais. Isso não desmerece o trabalho nem um pouquinho.

A narrativa foi absurdamente gostosa de se ler. Eu tenho uma atração a palavras simples que seguem um fluxo certo. Colocar a frase de ponta a cabeça para parecer vinda de 1900 não me atrai muito, e esse livro tinha as palavras praticamente medidas em balanças de tão harmônicas que ficaram. Claro, que devemos agradecer ao responsável pela tradução que fez um ótimo trabalho.

Uma das coisas que não me deixaram muito felizes, no entanto, foi o envolvimento leitor x personagem. As meninas conseguiram apresentá-los de uma maneira decente, mas não houve nada que me fizesse sentir mais uma pequena simpatia por cada um, o que é realmente um pouco chato, principalmente em um livro "infantil". Mas acho que podemos sempre contar com o segundo livro saindo em algum momento. Neste caso, nos EUA, no dia 1 de setembro deste ano ♥.

Ah, claro, no final tem um lindíssimo plot twist! Nada que você vá arrancar os cabelos, roer as unhas e gritar "E AGORA, MAMÃE?!", mas é uma parte muito bacana de conflito e entendimento geral sobre a vida do personagem principal. O chato é que você pode ter uma ideia do que as autoras possam ter em mente pro resto dos livros e acabar com a surpresa.

Eu curti de montão (:D) o livro e espero que gostem também. <3
Beijão, galera <3

PS: Talvez tenha sido a maior, porém, pior, resenha que eu já fiz aqui hahaha.
PS2: Oi Jen! :D

25 de agosto de 2014

[RESENHA] Sábado à Noite - Babi Dewet

Sábado à Noite
Babi Dewet
Editora: Generale
Páginas: 324
Nota: 7,5

Amanda é popular na escola e os amigos do seu amigo de infância são considerados os ‘marotos’ do pedaço por desrespeitarem as regras. Tudo ao seu redor acaba desmoronando quando um amor mal resolvido volta à tona e a sua amizade é posta em prova. Se não bastasse, seu diretor resolve dar bailes aos sábados e uma misteriosa banda mascarada foi convocada pra tocar. Mas suas letras dizem tanto sobre ela… Afinal, quem são esses mascarados de Sábado à Noite?



 RESENHA

Então, faz muito tempo que queria ler e resenhar esse livro. Sou do tempo da fanfic (história escrita por fãs) de Sábado à Noite (carinhosamente chamado de SAN) e era muito apaixonada por ela, assim, quando a Babi lançou o livro eu  fiquei louca para adquirir um, mas na época não pude, e infelizmente só consegui ler o livro essa semana, acreditam? Depois de anos!!! Mas vamos a resenha.

Amanda e suas quatro amigas são as populares do colégio, já seu melhor amigo, Bruno, faz parte do grupinho de 'perdedores' do colégio, apelidados de marotos (sim, como em Harry Potter!). O que Amanda não esperava era ficar completamente apaixonada por um dos 'perdedores' e ter que escolher entre viver um grande amor ou preservar uma amizade. Sem saber como sair dessa enrascada, tudo vem a piora quando são inaugurados os Bailes de Sábado à Noite da escola, e uma misteriosa banda de garotos mascarados, chamada Scotty, se torna a atração principal dos bailes e as letras das músicas parecem ter sido feitas para Amanda. Esse é o plot central do livro.

Os personagens são MUITOS, ao total, se não me engano, são 10 centrais. No entanto, eles são super cativantes e depois do segundo capitulo fica fácil reconhecer todos eles, sem ficar tonta com tantos nomes. Bruno e Caio são os personagens que mais me encantaram, Caio por seu jeitinho fofo e Bruno por ser o oposto, mais esquentado que esse ta pra existir! Das garotas nenhuma conseguiu me conquistar muito, talvez a Guiga. Alguém, por favor, dá um tabefe na Amanda, um chute na Carol e um abraço no Daniel. Obrigada!

O romance principal do livro é entre a Amanda e o Daniel. Chamar esse romance de conturbado, é um baita de um elogio. Vou confessar que muitas vezes tive vontade de atropelar os dois por complicarem tanto algo que poderia ser fácil. Mas é isso que a gente faz na adolescência não é? Complica tudo, faz um dilúvio em uma colher de chá. Eu sei que fiz muito, então por mais que ficasse incrivelmente irritada com os dois, eu tentava lembrar dos meus momentos de adolescente. Ler SAN é como entrar em uma máquina do tempo com destino a adolescência. Mas foi difícil perder a vontade de dar umas boas bofetadas na Amanda. Sentia peninha do Daniel por aguentar essa garota pé-no-saco, mas quem disse que a gente manda no coração?! 

O livro é cheio de referências a cultura pop, principalmente ao McFly, e recheado de músicas! SAN tem sua própria trilha sonora - clique aqui - e é cantada pela extinta banda DeLorean,composta pelos amigos da Babi Dewet, e que emprestaram seus lindos rostinhos aos personagens do livro. 

O final é de tirar o fôlego!! Quando terminei me imaginei batendo a cabeça da Amanda na parede e depois a do Daniel. Chega a doer fisicamente e eu não via a hora de começar a ler o segundo: Sábado à Noite - Dos Bailes para a Fama. (Farei resenha próxima semana!) O terceiro - Sábado a Noite - Com Amor e Música - foi lançado essa semana na Bienal Internacional do Livro, em São Paulo.

Como a  autora, Babi Dewet, deixa claro em um dos seus vídeos, Sábado à Noite é um livro despretensioso, ela não pretende passar uma lição de vida nem pretende passar lições filosóficas, é apenas um livro para divertir, e nesse quesito, Sábado à Noite cumpre o propósito para qual veio. Uma palavra para defini-lo é: jovem! Do início ao fim ele é jovem, diálogos rápidos, dinâmicos, e situações que mudam em um piscar de olhos. A escrita da Babi é fácil, leve e rápida, não é perfeita, mas nada que me incomode. Como boa detalhista que sou, senti muito a falta de detalhes, mas como o ritmo do livro se desenvolve entre MUITOS diálogos eu tentei ignorar esse ponto, e me jogar na leitora. Durante o livro dá para dar boas risadas e sorrir bobamente meio minuto depois. Caio vem aqui, me abraça! 

Para quem gosta de um bom clichê adolescente, repleto de amor, música e amizade, SAN é a pedida perfeita. 

22 de agosto de 2014

I'm on Vacation tonight, I'm gonna loose my mind!

Caramba, eu pensei que esse período da faculdade não iria acabar nunca! Começou como um cosplay do paraíso e terminou em uma excursão na I Guerra Mundial (não é por acaso que o curso é Relações Internacionais). Passei duas semanas dormindo duas horas por dia e tendo que escolher entre comer ou continuar estudando.Emagreci 2kl e isso é muito para quem é da grossura de um palito. Ai tem gente que diz (oi mãe): "Não fez mais que sua obrigação!" Pô, eu sei, mas não precisava ser desse jeito, né?! Sinto como se tivesse acabado de ser nocauteada. Teve certos momentos que eu quis jogar tudo pro alto e ligar o f***. Mas agora acabou e eu posso voltar para as minhas fics, meus livros, minhas resenhas, minhas séries, meus filmes, minhas músicas (oi kpop, sinto falta de você!) e perder a vontade de arrancar os cabelos! Weee! 
Vamos que vamos, que eu só tenho quinze dias antes do próximo round.

Trajetória do período com a Taylor Swift e seu novo single Shake It Off.

Início do período:


Na metade do período:


Os professores e eu:


Ultimas provas:



 Final do período:  Vem gente!!!


7 de maio de 2014

OMG: "My" Asian Boys!

Hello, folks!
(tenho certeza que ninguém vai ver por causa do gif!)


Faz um tempinho que não apareço por aqui, né?! Tantas coisas chatas vem acontecendo na minha vida que acabei desanimando com um monte coisas, mas estou tentando voltar ao normal, pois não vale a pena me aborrecer por determinadas coisas. O bom é ser feliz! Enfim, voltei com um post bem a cara do Xiahticlink (My Asian Boys) por motivos de 'porque sim!", inicialmente seriam os meus amores platônicos asiáticos, mas no final da lista vi que a grande maioria é coreano (OTL). Lembram-se da minha Lista Plastificada? Então, essa é uma versão dela apenas composta de olhinhos puxados! Agora, apresento a vocês, os meus maridos! É proibido cobiçar, babar, hiperventilar etc, etc. u.u

Clica em Mais Informações e seja feliz!